Monróvia, Libéria, 24 de Setembro de 2018: O Fundo de Promoção de Empresas Africanas (AECF), com o apoio da Embaixada da Suécia, lançou hoje a competição Energias Renováveis e Adaptação às Tecnologias Climáticas - África Subsaariana (REACT SSA) em Monróvia, Libéria. Este é um programa a 5 anos avaliado em 6,5 milhões de USD que procura catalisar o investimento do sector privado para aumentar o acesso à energia e a soluções de cozedura limpas à população rural e periurbana na Libéria.  

O acesso à energia na Libéria é um dos mais baixos do mundo. A electrificação de rede na Libéria está nos 9% com apenas 2% da população rural a estar ligada à rede nacional.

“A Libéria ainda está a recuperar dos efeitos da guerra, onde foram danificadas muitas infra-estruturas; isto teve um impacto negativo na nossa capacidade de gerar e distribuir electricidade aos nossos cidadãos. Apesar disto, o governo está comprometido a garantir que os Liberianos têm acesso à rede nacional, e esperamos alcançar isto através do aumento das ligações feitas pela Liberia Electricity Corporation (Empresa de Electricidade da Libéria) de 9% para 35% até 2030. O lançamento do programa REACT SSA Libéria é, como tal, atempado e irá complementar os esforços do governo para aumentar o acesso à energia no país,” disse o Excelentíssimo Ministro das Minas e Energia, Gesler E. Murray.  

O grave défice energético no país é suprido pela auto-geração e pelos geradores a gasolina e gasóleo privados; cerca de 5% dos agregados familiares na Libéria utilizam um gerador comunitário, 4,4% têm o seu próprio gerador, 3,9% utilizam baterias de veículos e os restantes utilizam outras fontes como velas, querosene e maçaricos.
“Com mais de 80% da população às escuras ou a utilizar combustíveis fósseis caros, existe uma oportunidade para o sector privado investir em energia renovável. O REACT SSA Procura catalisar o investimento do sector privado a promover e fornecer soluções de energia renovável limpas, baratas e fiáveis. A Embaixada da Suécia acredita que o programa REACT SSA e outros programas energéticos futuros financiados pela Suécia irão ajudar na redução dos problemas no acesso à energia na Libéria rural,” disse Ingrid Wettersqvist, Embaixadora, Embaixada da Suécia.

Com um custo de 0,39 USD por Kwh, a tarifa energética da Libéria é uma das mais elevadas em África, um custo que está fora do alcance para muitas pessoas nas áreas rurais. O AECF desempenhou um papel determinante no financiamento de modelos de negócios inovadores que permitiram fornecer às comunidades rurais soluções de energias limpas baratas, incluindo sistemas solares domésticos que utilizam modelos de pré-pagamento; soluções de energia renovável para uma utilização produtiva como as bombas de irrigação solar; soluções de cozedura limpa como fornos melhorados, biogás, etanol e outros.

“Ao longo dos últimos oito anos, o AECF teve impacto nas vidas de muitas comunidades rurais na África Subsaariana. Com o nosso portefólio de investimento em soluções de energias renováveis transformámos as condições de vida de mais de 6,6 milhões de pessoas e contribuímos para a geração de mais de 20 Mega Watts de energia limpa. A nossa experiência em África e o financiamento que estamos a fornecer na Libéria através do REACT SSA irá, por isso, incentivar as empresas na Libéria a replicarem modelos que funcionaram noutras regiões, assim como atrair empresas em mercados avançados para virem e replicarem os seus modelos num país como a Libéria,” disse Steve Tawia, Director do AECF, Portefólio e Investimentos.

A competição REACT SSA Libéria irá decorrer entre 24 de Setembro e 19 de Novembro de 2018, com as empresas escolhidas a acederem a financiamento subvencionado entre 100 000 USD e 1,5 milhões de USD e assistência técnica, conforme necessário. As empresas interessadas devem visitar a nossa páginaweb www.aecfafrica.org para se candidatarem.

Notas dos Editores:
Sobre o SIDA / Embaixada da Suécia na Libéria

A Agência Sueca de Desenvolvimento Internacional (SIDA), é uma agência governamental que trabalha em nome do parlamento e do governo Sueco, com a missão de reduzir a pobreza no mundo. Através do nosso trabalho e em cooperação com outros, contribuímos para a implementação da Política Sueca para o Desenvolvimento Global (PGU). Implementamos a política de desenvolvimento Sueca que tem como meta permitir às pessoas que vivem na pobreza melhorarem as suas condições de vida. Outra parte da nossa missão é a cooperação em matéria de reforma com a Europa de Leste. A terceira parte da nossa missão consiste em partilhar a ajuda humanitária com as pessoas que dela necessitam.

Sobre o AECF
O AECF é um fundo de Promoção Empresarial baseado em África no valor de 356 milhões de USD que trabalha com o sector privado numa base de partilha de risco em 25 países Africanos para reduzir a pobreza. Fornece um financiamento catalítico sob a forma de subvenções ou empréstimos sem juros às empresas do sector privado que tenham um impacto positivo nos pobres das zonas rurais da África Subsaariana. O fundo atribui subvenções e/ou empréstimos a empresas focadas na agricultura, agronegócio, energia renovável e adaptações à mudança climática com o objectivo de melhorar os rendimentos dos agregados familiares e reduzir a pobreza rural. O fundo é apoiado pelos governos da Austrália, Canadá, Dinamarca, Holanda, Suécia e do Reino Unido, por instituições financeiras internacionais, pelo Grupo Consultivo de Assistência aos Pobres (CGAP) e pelo FIDA.

Para mais informações contacte:
Linda Odhiambo
Email: lodhiambo@aecfafrica.org
Responsável de Comunicação

Language
Portuguese
News Type
Press Release